Itens cirúrgicos individualizados e packs cirúrgicos personalizados na gestão do bloco opertaório

Arquivos suplementares

PDF

Palavras-chave

sala de operações; eficiência, redução de custos, dispositivos médicos

Como Citar

Nunes, D., Bernardino, S., Mota, L., & Príncipe, F. (2018). Itens cirúrgicos individualizados e packs cirúrgicos personalizados na gestão do bloco opertaório. Revista De Investigação & Inovação Em Saúde, 1(2), 37-47. https://doi.org/10.37914/riis.v1i2.41

Resumo

Enquadramento: no Bloco Operatório (BO) a eficiência é alcançada pela capacidade de os profissionais oferecerem cuidados de saúde de alta qualidade e simultaneamente encontrarem ideias inovadoras e criativas para diminuir os custos e aumentar a produtividade. Usar Packs Cirúrgicos Personalizados (PCP) em vez dos Itens Cirúrgicos Individuais (ICI) descartáveis poderá ser uma forma de alcançar essa eficiência. Objetivos: avaliar os custos e tempo dispensado na utilização dos ICI comparando-os com a utilização dos PCP, nas cirurgias de fratura trocantérica. Metodologia: estudo de natureza qualitativa, realizado num bloco operatório, entre novembro de 2017 e abril de 2018, com observação participante e análise documental de custos, tratamento de dados com recurso ao Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versão 25. Resultados: os custos associados aos ICI, por cirurgia, são em média 42,20€ enquanto que nos PCP o custo médio é de 33,33€. O tempo utilizado na colocação da mesa operatória com a utilização dos ICI é em média 6 minutos com 4 segundos e na utilização dos PCP decresce para 49 segundos. Conclusão: eficiência em BO e sustentabilidade financeira são garantidas com a utilização de PCP ao invés de ICI, contribuindo para a eliminação do desperdício com recurso a uma estratégia de otimização dos recursos disponíveis.

https://doi.org/10.37914/riis.v1i2.41

Referências

Associação dos Enfermeiros de Sala de Operações Portugueses (AESOP, 2006). Enfermagem Perioperatória: Da Filosofia à Prática dos Cuidados (3ª ed.). Loures: Lusodidacta.
Cardoen, B., Beliënc, J. & Vanhoucke, M. (2015). On the Design of Custom Packs: Grouping of Medical Disposable Items for Surgeries. International Journal of Production Research, 53 (24), pp. 7343–7359. Recuperado de doi: 10.1080/00207543.2015.1061221.
Evans, A. & Normén, A. (2013). A Practical Approach to OR Efficiency – Switching to Customized Procedure Trays in Ramsay Health Care Hospitals. Journal of Perioperative Practice – Procurement Guide, 2 (1), pp. 9–10.
Greiling, M. (2010). A multinational case study to evaluate and quantify time-saving by using custom procedure trays for operating room efficiency. (Poster)
Harders, M., Malangoni, S., Weight & Sidhu, T., (2006). Improving Operating Room Efficiency through Process Redesign. Surgery, 140 (4), pp. 509–516.
Healey, T., El-Othmani, MM., Healey, J. & Peterson, TC., (2015). Improving operating room efficiency, part 1: general managerial and preoperative strategies. JBJS Reviews, 3 (10), pp. 10-20. Recuperado de doi: 10.2106/JBJS.RVW.N.00109.
Kaczmarek, D. (2012). Managing Custom Packs. Healthcare Purchasing News, p. 72. Recuperado de https://www.hpnonline.com/inside/2012-07/1207-backtalk.html.
Pina, E., Ferreira, E., Marques A., & Matos, B. (2010). Infeções associadas aos cuidados de saúde e segurança do doente. Revista Portuguesa de Saúde Publica, 10, pp. 27- 39. Recuperado de: http://www.ensp.unl.pt/dispositivoa-de-apoio/cdi/cdi/sector-depublicações/2010/pdf/volume- tematico-segurança do doente.
Pina, E., Paiva, J., Nogueira, P., & Silva, M. (2012). Prevalência de Infeção Adquirida no Hospital e do uso de antimicrobianos nos hospitais Portugueses – Inquérito 2012. Direção Geral da Saúde. Lisboa.
Pina, E., Maia, M. J. & Pereira, L. (2012). Vigilância das Infeções do Local Cirúrgico: HELICS-Cirurgia – Relatório 2006-2010. Direção Geral da Saúde. Lisboa: Programa Nacional de Controlo da Infeção - PNCI.
Santiago, A. (2014). Resíduos Hospitalares: Documento de Orientação. Direção Geral da Saúde. Divisão de Saúde ambiental e Ocupacional. Lisboa.
Wilkerson, A. (2010, 27 de Maio). OKC-based Mercy Hospital produces surgical packs in-house. The Journal Record.
Wong, J., Khu, K., Kaderali, Z. & Bernstein, M. (2010, Junho). Delays in the operating room: signs of an imperfect system. Canadian Journal of surgery, 53(3), pp. 189–195. Recuperado de https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2878989/.