Submissões
Acesso ou Registar-se para submeter um artigo.

Condições para Submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita e não se encontra sob revisão ou para publicação junto de outra revista.
  • O manuscrito submetido à revista RIIS não contém quaisquer dados de identificação dos autores, tendo sido respeitadas todas as instruções de Revisão Cega por Pares.
  • Não existem conflitos de interesse e caso tenha havido algum apoio está documentado no artigo.
  • O artigo respeita os procedimentos éticos relativos à elaboração e publicação de um trabalho científico e respeita a legislação em vigor sobre direitos de autor.
  • Os ficheiros para submissão encontram-se em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF (desde que não ultrapassem 2MB).
  • O texto está em formato A4, justificado, letra Calibri, tamanho 11 e espaço 1,5.
  • O título é composto no máximo por 12 palavras.
  • Todas as citações literais e paráfrases cumprem as normas American Psychological Association (APA, 6ª edição, 2010), indicando quando possível o URL para as referências.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos nas Instruções aos Autores.
  • Autorizo a indexação do artigo em bases de dados de redes nacionais ou internacionais nas quais a revista RIIS possa ou venha a estar indexada.
  • Declaro que sou responsável, bem como os demais autores, por qualquer infracção inerente aos princípios acima descritos, ou outros que prejudiquem a revista RIIS e os princípios de rigor da comunidade científica.
  • Autorizo a utilização dos meus dados pessoais, para efeitos de gestão, divulgação e partilha do artigo com todas as bases de dados a que a RIIS esteja indexada.

Instruções para Autores

Checklist de Autoverificação    Normas de Publicação 

A Revista de Investigação & Inovação em Saúde (RIIS) é uma revista científica divulgada em formato eletrónico que tem como objetivo divulgar o conhecimento científico produzido na área das ciências da saúde, educação e investigação. Exige-se que todos os artigos tenham profundidade científica, sejam originais, respeitem os princípios éticos e demonstrem clara relevância para o avanço científico da problemática em estudo.

É da exclusiva responsabilidade dos autores o conteúdo dos artigos, bem como o respeito pelos princípios éticos inerentes à investigação, cumprindo as normas e orientações da revista.

O processo de revisão por pares da RIIS é duplamente cego pelo que não deverá ser identificada a autoria do artigo no corpo do mesmo.

A RIIS tem uma periodicidade de publicação semestral.

Na preparação do documento para submissão deve cumprir as orientações das Normas de Publicação.

Sugere-se que os apoios, financiamentos ou colaborações externas sejam mencionados na secção de agradecimentos.

Os artigos podem ser submetidos em português ou inglês. O título, o resumo e as palavras-chave têm de estar em português, inglês e espanhol. O texto deve ser datilografados, letra Calibri, tamanho 11, espaço 1,5, em formato word, justificado, páginas em formato A4, evitando negritos e sublinhados, variação de tipo de letra, fundos de cor. O artigo não deverá ultrapassar as 15 páginas incluindo referências, tabelas e figuras.

As tabelas e as figuras só devem ser incluídas se absolutamente necessárias para a compreensão do artigo. Têm de ser identificadas ao longo do texto com a numeração por ordem de inclusão. As tabelas têm de apresentar o número e título em cabeçalho. As figuras têm de apresentar a sua identificação no rodapé. No caso de conterem abreviaturas, devem ser apresentadas nos rodapés das mesmas.

Os artigos de investigação empírica deverão conter as seguintes secções: Título, Resumo, Palavras-chave, Introdução, Enquadramento/Fundamentação Teórica, Metodologia, Resultados, Discussão, Conclusão e Referências bibliográficas.

Os artigos de revisão deverão conter as seguintes secções: Título, Resumo, Palavras-chave, Introdução, Procedimentos Metodológicos de Revisão, Resultados, Discussão, Conclusão e Referências bibliográficas.

Os artigos teóricos/ensaios deverão conter as seguintes secções: Título, Resumo, Palavras-chave, Introdução, Desenvolvimento/Dissertação, Conclusão e Referências bibliográficas.

 

Título: máximo 12 palavras. Escrito em português, inglês e espanhol.

Resumo: máximo 200 palavras. Deve incluir a divisão

pelas seguintes secções: enquadramento, objetivos, metodologia, resultados e conclusão.

Palavras-chave: máximo 4, escritas em português, inglês e espanhol. Devem estar transcritas de acordo com os descritores MeSH (disponível em http://www.nlm.nih.gov/mesh/MBrowser.html e/ou http://decs.bvs.br/).

Introdução: Enunciado do problema, argumentos de relevância de acordo com a literatura. Objetivos do estudo.

Enquadramento / Fundamentação Teórica: Apresentação do estado da arte relativa ao tema em estudo. Sugere-se a inclusão de trabalhos publicados nos últimos 5 anos, indexados em base de dados.

Metodologia: Amostra/Participantes/População/Tipo de estudo/ Desenho. Instrumentos de recolha de dados, procedimentos e considerações ético-legais. Técnicas de análise de dados utilizadas.

Resultados: Apresentação  e  análise  de  dados.  Rigor da análise.

Discussão: Análise comparativa dos resultados com o conhecimento existente acerca do tema e relevância dos novos conhecimentos que emergem do estudo.

Conclusão: Conclusões relacionadas com os objetivos/questões/hipóteses de investigação. Os resultados devem suportar ou refutar a temática estudada e apresentada no artigo. Limitações do estudo. Implicações para as ciências da saúde, educação e investigação. Sugestões para investigações futuras.

Agradecimentos: (facultativo) Devem ser evidenciados todos os apoios, financeiros, técnicos ou institucionais, que contribuíram para o desenvolvimento do trabalho, mas que não têm peso

de autoria.

Normas de referenciação bibliográfica: deve ser utilizada a norma da American. Psychological Association (APA) 6ª Edição. As referências devem ser de fonte primária, incluídas no texto, cuja apresentação deve ser feita por ordem alfabética. Sugere-se a integração de uma referência publicada na RIIS.

Encoraja-se os autores a utilizarem Standard Reporting Guidelines na preparação dos artigos. De acordo com o tipo de estudo, podem utilizar os seguintes links:

Tipo de estudo

Guideline

Clinical Trials

CONSORT

Observational

STROBE

Systematic reviews and meta-analysis on clinical trials

PRISMA

Meta-analysis of observational studies

MOOSE

Diagnostic accuracy

STARD

Qualitative research

COREQ

Others

See here…

(Exemplos para a elaboração das Referências bibliográficas)

 ESPECIFICAÇÃO DE AUTOR

Com 1 Autores

Bolander, V. (1998)

Com 2 a 7 Autores:

Roper, N., Logan, W., & Tierney, J.

Com mais de 7 autores:

Cooper, l., Eagle, K., Home, L., Robertson, A., Taylor, D., Reims, H. … Smith, W.A.

Editor como Autor:

Melo, M. C., & Lopes, J. M. (Eds).

Autor Coletivo:

Escola Superior de Enfermagem da Cruz Vermelha Portuguesa de Oliveira de Azeméis

Sem Autor Expresso:

Entrada pelo título se a obra é anónima no local do autor coloca-se Anónimo

PUBLICAÇÃO SEM ANO

Autor (s.d.).

LIVROS

Um autor

Bolander, V. (1998). Enfermagem Fundamental. (1ª ed). Lisboa: Lusodidacta, 1998.

Dois a sete autores

Roper, N., Logan, W. & Tierney, A. J. (1995). Modelo De enfermagem. (3ª ed.) Alfragide: McGraw-Hill

Oito ou mais autores, coloque os seis primeiros nomes dos autores, seguido de reticências e o último autor

Benavente, A., Silva, R., Gomes, P., Aníbal, A., Guerra, B., Santos, P.,… Simões, C. (1987). Do outro lado da escola. Lisboa. Instituto de Estudos para o Desenvolvimento.

Editor literário

Akai, K., Hayashi, M., & Nishimatsu, Y. (Eds). (1981). Weak   rock:   soft   fractured   and   weathered   rock: proceedings of the international symposium Tokyo, 1981. Rotterdam: A. A. Balkema

Capítulo de livros

Napolitano, J. (2013). Development, sustainability  and internacional politics. In L. Meuleman (Ed.), Transgovernance:  Advancing sustainability governance (pp. 163-211). Berlin: Springer

Coletividade autor:

Ministério da Saúde. Direção-Geral da Saúde. (2004). Plano Nacional de Saúde 2004-2010. Lisboa: Direção Geral da Saúde

Teses, dissertações e outras provas académicas Ferreira, P. (2004). Melhoria contínua da qualidade  na prestação de cuidados de saúde ao doente diabético tipo 2 (Tese de Mestrado). Instituto de Higiene e Medicina Social da Faculdade de Medicina.

Atas de congressos

Congresso Nacional de bibliotecários, arquivística e documentalista (1987). Integração europeia: um desafio à informação: atas de conferência. Coimbra: Minerva, 1987.

ARTIGOS DE PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS

(Nota: A nível de autores segue as regras do livro)

Gomes, R. M. (2012, Janeiro). Serra da Estrela. Revista Fugas, 152, (4), 20-21.

DOCUMENTOS LEGISLATIVOS E JUDICIAIS

Decreto-Lei nº 192/89 de 08 de Junho (1989). Diário da República nº 131/89. I Série. Ministério, da agricultura pescas e alimentação. Lisboa, Portugal

PORTARIA nº 1111/89 de 29 de Dezembro (1989) Diário da República nº 298. I Série. Ministérios das Finanças e da Indústria e Energia. Lisboa, Portugal

DOCUMENTOS ELETRÓNICOS

Livros

Almodovar, A., & Cardoso, J. L. (1998). A history of portuguese economic thougth London: Routledge. Retirado de URL: http://www.ebrary.com/lib/mctbrasilia

Artigos de publicações periódicas

Nono, M. A. & Mizukami, N. (2002). Casos de ensino e processos de aprendizagem profissional docente. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 83 (203), retirado de http://site.ebrary.com/lib/mctbrasilia/Doc?id=10055 894&ppg=172>. ISSN 0034-71803.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços fornecidos nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros. A Revista de Investigação & Inovação em Saúde assegurará as medidas técnicas necessárias à segurança e integridade das informações introduzidas por este procedimento, nomeadamente no que diz respeito à proteção de dados pessoais, sendo estes utilizados apenas por esta Revista, para fins académicos ou para futuras ações de divulgação de atividades relacionadas com a Revista.