Adesão do paciente à terapêutica do glaucoma: uma visão geral portuguesa

Arquivos suplementares

PDF

Palavras-chave

adesão ao tratamento; terapêutica; glaucoma; enfermagem

Como Citar

Reis Lopes, M. J., Couto, G., & Oliveira, I. . (2018). Adesão do paciente à terapêutica do glaucoma: uma visão geral portuguesa . Revista De Investigação & Inovação Em Saúde, 1(2), 7–12. https://doi.org/10.37914/riis.v1i2.37

Resumo

Enquadramento: o glaucoma é uma das principais causas de cegueira irreversível. O tratamento adequado requer elevados níveis de adesão ao regime terapêutico. A maioria dos doentes com glaucoma não cumpre a terapêutica antiglaucomatosa o que está correlacionado com a progressão da doença. Objetivo: avaliar a adesão da pessoa à terapêutica antiglaucomatosa. Metodologia: foi desenvolvido um estudo observacional, transversal e descritivo. Foram incluídos e selecionados para este estudo doentes com glaucoma em tratamento ambulatório que, antes da consulta médica, foram avaliados durante a aplicação de drogas antiglaucomatosas, utilizando uma grelha de observação. Após o tratamento, foram entrevistados para perceber as suas habilidades e dificuldades na realização do tratamento. Resultados: da amostra obtida de 51 doentes, 39% desconheciam o nome do medicamento utilizado; 59% não realizaram a lavagem das mãos antes do procedimento; 73% inclinou o frasco colocando-o em contato com o olho; 25% não aplicavam a medicação no saco conjuntival; em 63% dos sujeitos verificou-se que utilizaram mais de uma gota; a maioria dos doentes, 57%, não esperou o tempo adequado entre as aplicações quando dois ou mais medicamentos foram prescritos. Conclusão: os resultados sugerem a necessidade de implementar estratégias individuais ou de grupo que possibilitem à pessoa com glaucoma realizar corretamente o tratamento.

 

 

https://doi.org/10.37914/riis.v1i2.37

Referências

Boland, M. V., Ervin, A. M., Friedman, D. S., Jampel, H.D., Hawkins, B. S., Vollenweider, D.,… Robinson, K.A. (2013). Comparative effectiveness of treatments for open-angle glaucoma: a systematic review for the U.S. preventive services task force. Ann Intern Med., 158, 271-9. doi: 10.7326/0003-4819-158-4-201302190-00008.
Direção-Geral da Saúde (2014). Abordagem terapêutica farmacológica do glaucoma primário de ângulo aberto/hipertensão ocular. Lisboa: Direção-Geral da Saúde.
Direção-Geral da Saúde (2016). Programa Nacional para a Saúde da Visão: Revisão e Extensão 2020. Lisboa: Direção-Geral da Saúde.
Kholdebarin, R., Campbell, R. J., Jin, Y. P. & Buys, Y. M. (2008). Multicenter study of compliance and drop administration in glaucoma. Can J Ophthalmol., 43 (4), 454-61. doi: 10.1139/i08-076.
Leitão, P., Amaral, A., Pinto, L. A., Ferreira, J., Magriço, A., Trincão, F.,… Reina, M. (2010, Janeiro-Março). Avaliação do conhecimento sobre a sua doença em doentes com glaucoma seguidos na consulta de especialidade de um hospital central. Oftalmologia, 34 (1), 295-300.
Ministério da Saúde. Administração Central do Sistema de Saúde IP. (2011). Manual de Normas de enfermagem: procedimentos técnicos. Lisboa: Administração Central do Sistema de Saúde IP.
Muir, K. W. & Lee, P. P. (2011). Glaucoma medication adherence: room for improvement in both performance and measurement. Arch Ophthalmol., 129 (2), 243-5. doi: 10.1001/archophthalmol.2010.351
Newman-Casey, P. A., Dayno, M. & Robin, A. L. (2016). Systematic review of educational interventions to improve glaucoma medication adherence: an update in 2015. Expert Review of Ophthalmology, 11 (1), 5-20. doi: 10.1586/17469899.2016.1134318
Olthoff, C. M., Schouten, J. S., Van de Borne, B. W. & Webers, C. A. (2005). Noncompliance with ocular hypotensive treatment in patients with glaucoma or ocular hypertension. Ophthalmology, 112 (6), 953-61. doi: 10.1016/j.ophtha.2004.12.035
Osterberg, L., Blaschke T. (2005). Adherence to medication. N Engl J Med., 353 (5), 487-97.
Prum Jr., B. E., Rosenberg, L. F., Gedde, S. J., Mansberger, S. L., Stein, J. D., Moroi, S. E.,… Williams, R. D. (2016). Primary Open-Angle Glaucoma Preferred Practice Pattern® Guidelines. Ophthalmology, 123 (1), 41-111. doi: 10.1016/j.ophtha.2015.10.053
Quigley, H. A. & Broman, A. T. (2006). The number of people with glaucoma worldwide in 2010 and 2020. British Journal of Ophthalmology, 90 (3), 262-7.
Robin, A. & Grover, D. S. (2011). Compliance and adherence in glaucoma management. Indian J Ophthalmol., 59, (Suppl), 93-6. doi: 10.4103/0301-4738.73693
Sleath, B., Blalock, S., Covert, D., Stone, J. L., Skinner, A. C., Muir, K. & Robin, A. L. (2011). The Relationship between Glaucoma Medication Adherence, Eye Drop Technique, and Visual Field Defect Severity. Ophthalmology, 118 (12), 2398-402. doi: 10.1016/j.ophtha.2011.05.013
Slota, C., Sayner, R., Vitko, M., Carpenter, D. M., Blalock, S. J., Robin, A. L., Muir, K. W.,… Sleath, B. (2015). Glaucoma patients expression of medication problems and nonadherence. Optom Vis Sci., 92 (5), 537-43. doi: 10.1097/OPX.0000000000000574
Sousa, D. C., Leal, I., Nascimento, N., Marques-Neves, C., Tuulonen, A. & Abegão Pinto, L. (2017). Use of Ocular Hypotensive Medications in Portugal: PEM Study A Cross-sectional Nationwide Analysis. Journal of Glaucoma., 26 (6), 571–576. doi: 10.1097/IJG.0000000000000668
Tatham, A. J., Sarodia, U., Gatrad, F. & Awan, A. (2013). Eye drop instillation technique in patients with glaucoma. Eye, 27 (11), 1293-8. doi: 10.1038/eye.2013.187
Vaidergorn, P. G., Malta, R. F. S., Borges, A. S., Menezes, M. D. R., Trindade, E. S. & Santiago, J. B. N. (2003). Eye drop instillation technique in chronic glaucoma patients. Arq. Bras. Oftalmol., 66 (6), 865-9. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492003000700023
Weinreb, R.N., Aung, T. & Medeiros, F. A. (2014). The pathophysiology and treatment of glaucoma: a review. JAMA, 311 (18), 1901-11.
World Health Organization (2012). Global data on visual impairments 2010. Geneva: World Health Organization.