Tutoria por pares na educação em enfermagem: a voz dos tutores

Como Citar

Augusto, C., Mendes, G. ., Macedo, E., Machado, M., Candeias, A., Encarnação, P., Freire, T., & Araújo, O. (2021). Tutoria por pares na educação em enfermagem: a voz dos tutores. Revista De Investigação & Inovação Em Saúde, 4(2). https://doi.org/10.37914/riis.v4i2.166

Resumo

Enquadramento: as experiências pedagógicas que envolvem tutoria por pares têm sido cada vez mais diversificadas. No caso do ensino de enfermagem, a tutoria tem registado um aumento significativo. O presente estudo insere-se num Projeto de Inovação e Desenvolvimento do Ensino e da Aprendizagem - Tutorias por pares em contexto académico de Enfermagem (TutorParE). Tem como finalidade a promoção de estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras do desenvolvimento de competências académicas e transversais nos estudantes do ensino superior. Objetivos: analisar a experiência dos tutores sobre a tutoria académica no ensino de enfermagem. Metodologia: o estudo desenvolvido, qualitativo, exploratório e descritivo, envolveu onze estudantes tutores do 4.º ano do curso de licenciatura em enfermagem, numa Unidade Curricular do 1.º ano do curso. Resultados: emergiram duas categorias: (1) desenvolvimento pessoal e; (2) aprendizagem colaborativa. A estratégia de tutoria por pares foi considerada útil na aquisição de conhecimentos e de competências nos estudantes, facilitando o desenvolvimento pessoal e a aprendizagem colaborativa. Conclusão: os achados reforçam a importância da adoção de práticas pedagógicas ativas e inovadoras, baseadas na tutoria por pares.

https://doi.org/10.37914/riis.v4i2.166

Referências

Aponte, J., Figueroa, B. N., Madera, M., Campos-Dominguez, G., Panora, E., & Jaramillo, D. (2015). Mentoring Hispanic Undergraduate and Graduate Research Assistants: Building Research Capacity in Nursing. Journal of Nursing Education, 54(6), 328-334. doi:10.3928/01484834-20150515-03

Bardin, L. (2018). Análise de Conteúdo. Edições 70.

Brody, A. A., Edelman, L., Siegel, E. O., Foster, V., Bailey, D. E., Jr., Bryant, A. L., & Bond, S. M. (2016). Evaluation of a peer mentoring program for early career gerontological nursing faculty and its potential for application to other fields in nursing and health sciences. Nursing Outlook, 64(4), 332-338. doi:10.1016/j.outlook.2016.03.004

Bulut, H., Hisar, F., & Demir, S. G. (2010). Evaluation of mentorship programme in nursing education: A pilot study in Turkey. Nurse Education Today, 30(8), 756-762. doi:10.1016/j.nedt.2010.01.019

De Backer, L., Van Keer, H., & Valcke, M. (2012). Exploring the potential impact of reciprocal peer tutoring on higher education students' metacognitive knowledge and regulation. Instructional Science, 40(3), 559-588. doi:10.1007/s11251-011-9190-5

Dennison, S. (2010). Peer Mentoring: Untapped Potential. Journal of Nursing Education, 49(6), 340-342. doi:10.3928/01484834-20100217-04

Ford, Y. (2015). Development of Nurse Self-Concept in Nursing Students: The Effects of a Peer-Mentoring Experience. Journal of Nursing Education, 54(9), S107-S111. doi:10.3928/01484834-20150814-20

Freire, T., & Beiramar, A. (2017). Tutorias por pares: acolher, promover e potenciar os estudantes do ensino superior. In L. S. Almeida & R. V. Castro (Eds.), Ser estudante do ensino superior: as respostas institucionais à diversidade de públicos. Braga: Centro de Investigação em Educação.

Hall, R., & Jaugietis, Z. (2011). Developing Peer Mentoring through Evaluation. Innovative Higher Education, 36(1), 41-52. doi:10.1007/s10755-010-9156-6

Hawkins, J. W., & Fontenot, H. B. (2010). Mentorship: the heart and soul of health care leadership. Journal of Healthcare Leadership, 2, 31-34.

James, A., Smith, P., & Radford, L. (2014). Becoming grown-ups: a qualitative study of the experiences of peer mentors. Pastoral Care in Education, 32(2), 104-115. doi:10.1080/02643944.2014.893008

Kim, S., Jillapali, R. & Boyd, S. (2021). Impacts of peer tutoring on academic performance of first-year baccalaureate nursing students: A quasi-experimental study. Nursing Education Today, 96, 1046-58.

Klein, E., & Vosgerau, D. (2018). Possibilidades e desafios da prática de aprendizagem colaborativa no ensino superior. Educação (UFSM), 4(43), 667-698.

Ordem dos Enfermeiros (2011). Regulamento do Perfil de Competências do Enfermeiro de Cuidados Gerais. Ordem dos Enfermeiros.

Pereira, F. (2017). Aprendizagem por pares e os desafios da educação para o senso crítico. Int. J. Activ. Learn., 2(1), 6-12.

Rosenau, P. A., Lisella, R. F., Clancy, T. L., & Nowell, L. S. (2015). Developing future nurse educators through peer mentoring. Nursing-Research and Reviews, 5, 13-21. doi:10.2147/nrr.s73432

Sim-Sim, M.-M., Marques, M.-d.-C., Frade, M.-d.-A., & Chora, M.-A. (2013). Tutoria: perspetiva de estudantes e professores de enfermagem. Revista Iberoamericana de Educación Superior, 4(11), 45-59. doi:https://doi.org/10.1016/S2007-2872(13)71932-2

Svellingen, A., Røssland, A. & Røykenes, K. (2021). Students as Facilitators: Experiences of Reciprocal Peer Tutoring in Simulation-Based Learning. Clinical Simulation in Nursing, 54, 10-16. https://doi.org/10.1016/j.ecns.2021.01.008.

Tabloski, P. A. (2016). Setting the stage for success: mentoring and leadership development. Journal of Professional Nursing, 32(5), S54-S58. doi:10.1016/j.profnurs.2016.03.003

Torres, P., & Irala, E. (2014). Aprendizagem colaborativa: teoria e prática. In P. Torres (Ed.), Complexidade: Redes e Conexões na Produção do Conhecimento (pp. 61-93). Curitiba: SENARP

Creative Commons License

Este trabalho encontra-se publicado com a Licença Internacional Creative Commons Atribuição 4.0.

Direitos de Autor (c) 2021 Cláudia Augusto, Goreti Mendes, Ermelinda Macedo, Manuela Machado, Analisa Candeias, Paula Encarnação, Teresa Freire, Odete Araújo